O conceito de beleza em 2018

A coreana Soo Joo, a britânica-indiana MIA, a neozelandês Lorde e a brasileiríssima Taís Araújo: belezas naturais.

A coreana Soo Joo, a britânica-indiana MIA, a neozelandês Lorde e a brasileiríssima Taís Araújo: belezas naturais.

Recentemente aconteceu o Glamour Beauty Festival, grande evento de beleza realizado pela revista Glamour Brasil. A ocasião reuniu vários experts do ramo, como o beauty artist Fernando Torquatto, a pesquisadora de tendências Luiza Loyola e a porta-voz da Pantone, Bianca Lliahnne. Em entrevista para a Glamour, elas comentam sobre o que vai estar em alta:

"É preciso contextualizar as tendências com o comportamento das pessoas. Movimentos que crescem: transparência, as pessoas querem comprar de marcas nas quais elas confiam; autenticidade, o ser você mesmo e se valorizar; praticidade, as pessoas querem se cuidar, mas não têm tanto tempo; saúde, as pessoas se preocupam cada vez mais com o bem-estar, com menos poluição e em comer melhor; consumo consciente, estamos cada vez mais preocupados com sustentabilidade", enumera Luiza.

Para Torquatto, a maquiagem é cada vez mais um manifesto. "Quem você é no mundo, o que você pensa, que mensagem quer passar. Tudo tem um contexto, não é só colorir por colorir. É complicado porque as pessoas têm que descobrir quem são, mas muito bom porque a beleza atinge um patamar mais profundo", explica. "A conexão com o próximo permitirá a reconexão consigo mesmo e com a natureza, por isso a tendência do verde ganha cada vez mais força", esclarece Blanca. "O verde Geenery exprime mais que uma cor, mas um alerta também: é preciso ser verde, sustentável, pensar no outro e no planeta", acredita a porta-voz da Pantone.

O beauty artist concordou. "Exatamente por isso a beleza hoje está muito natural. As pessoas querem movimento, textura, cor e shape mais reais." E foi acompanhado de Luiza: "São os traços das asiáticas, os costumes das árabes, os produtos coreanos... As conexões multiculturais são outra tendência forte, assim como a energia jovem, que vai além da idade e traz as cores pastel-neon, que são vivas e com quê de pop", conclui.